Como lidar com a crise em tempos tão desafiadores?

As perguntas que mais tenho ouvido nos últimos tempos são: Como lidar com a crise em tempos tão desafiadores? Como manter o meu negócio saudável? Como devo atuar para não desmotivar a minha equipe?

 Todos nós empresários e empreendedores temos sentido na pele os desafios diários de manter as nossas empresas e seus processos operacionais fluindo, na maior crise sanitária dos últimos tempos e que resultou numa grave crise socioeconômica mundial.

Diante das pressões diárias do mercado, uma das grandes preocupações atuais é em relação ao gerenciamento das emoções e do bem-estar mental dos empresários, visto que tem sido um desafio constante manter a motivação individual e de equipes.

Em busca de uma saída para essas questões, não podemos deixar de olhar para a psicologia e todo o benefício que podemos usufruir nessa linha de pensamento.

Muito tem-se falado em inteligência emocional e realmente, esse é o caminho!

É fundamental que os profissionais desenvolvam a inteligência emocional, que está ligada ao autocontrole, automotivação, empatia e relações sociais, este é um diferencial no mundo dos negócios.

Tenho visto muitos empresários e empreendedores “perdidos” em meio a uma chuva de problemas que tem acometido o mercado e um passo importante para cuidar da sua saúde mental e automaticamente da saúde da sua empresa é aprimorando a sua inteligência emocional.

Especialistas alertam que a situação da pandemia pode diminuir as defesas psíquicas e acentuar sentimentos como estresse, angústia, ansiedade e depressão, o que dificulta ainda mais na busca de soluções e novas ideias para o negócio.

Temos a necessidade de nos adaptar a tudo o que está acontecendo e aqui vale ressaltar que, muitos tiveram ou terão que descontruir paradigmas, conceitos, pré-conceitos, ideias de inovação que hoje não podem ser utilizados mais, em busca de sucesso, em meio a um contexto totalmente diferente que temos vivido.

A sensação da solidão empresarial acentuou-se nesses últimos nesses, sobretudo no mundo corporativo, pois há pessoas que apresentam sequelas do isolamento ou dificuldades particulares de enfrentar as situações desafiadoras.

Este novo cenário pode ser até mais desafiador para as lideranças que cuidam dos seus liderados, mas não podemos deixar de zelar por sua própria saúde mental e contar com apoio empresarial.

Todo o trabalho de amadurecimento e superação começa por você!

Novas estratégias para o seu negócio!

Temos conversado com muitos empresários, empreendedores e líderes e a pergunta que não quer calar é: Como posso pensar em nossas ferramentas ou estratégias de negócios que me ajude nesse momento de crise?

Falamos acima da solidão empresarial e entendemos que buscar o apoio de amigos empreendedores, parceiros de negócios e entender a importância da concorrência nesse momento é muito importante.

Como disse, reconstruir ideias, ressignificar alguns aspectos em nossa vida profissional será o nosso maior trabalho.

O mundo mudou, a visão do negócio mudou e assim as estratégias de negócios também devem mudar!

Se em tempos anteriores o Networking era importante, agora ele passa a ser fundamental para o sucesso das empresas.

E eu posso testemunhar que muitas empresas têm buscado apoio nos relacionamentos empresariais para continuar realizando suas atividades.

Se em algum momento nesses últimos meses, você pegou sua agenda do celular para lembrar de contatos antigos, amigos e ou parceiros, você praticou Networking.

Se você se encontrou com alguém que não via há muito tempo e nesse momento, falaram de negócios e buscaram apoios uns nos outros, você praticou Networking.

O grande ponto que podemos pensar aqui é: qual foi o significado desses encontros? Como eles foram estruturados? Como foi a sua interação com essas pessoas? Houve sensibilidade nesse contato de ambas as partes?

Você pode utilizar o Networking como ferramenta estratégica de negócio, mas deve entender que isso tem que ser feito com significado, com sentido, com propósito.

Não podemos pensar em usar as pessoas e nem sermos usados, mas construir ou reaver relações significativas, onde a colaboração deve ser mútua e producente para ambas as pessoas!

Muitos empresários praticam Networking no mercado e você deve apenas se preocupar nesse momento, como é que você tem feito isso? Qual é o seu intuito ao contatar aquela pessoa que você não falava há anos?

Se importe com as pessoas e com as dificuldades que elas têm passado também.

Abra espaço ao diálogo e pense sobre como você pode ajudar, colaborar!

Um ponto importante nessa reflexão e já uma dica para você pensar, é que essa relação terá maior significado quando você pensar em ser mais interessante e interessado do que interesseiro.

Quer saber mais sobre como praticar Networking com propósito? Junte-se a nós! Vamos agendar uma reunião que te explico mais.

Por Kalil Lucena, sócio-fundador da Rede Kai – Networking com Propósito

Leave a Reply

× Como posso te ajudar?